terça-feira, 3 de novembro de 2009

MÃOS QUE FALAM PARA O CEARÁ


Você sente um chamado de Deus para evangelizar pessoas surdas, mas não sabe por onde começar?

Tem desejo de implantar um ministério de libras em sua igreja, mas são poucas as pessoas que querem se empenhar nesta área?

Tempo, ferramentas evangelísticas, equipe; todos esses pontos deverão estar sendo dirigidos pelo Senhor Jesus e buscarmos fazer a obra. Veja como foi o iniciado esse trabalho em nossa Igreja em Manaus e como estamos trabalhando agora em Fortaleza.

Sâmia Oliveira de Castro Rosário, Pedagoga atuante na área de educação, participou de todos os níveis do FENEIS (Federação Nacional de Educação e Integração de Surdos), nasceu em um lar cristão e sempre esteve envolvida nas atividades de sua igreja (IBMC-Fortaleza). Começou a trabalhar nas áreas de ensino, recepção e louvor, mas o que Deus havia preparado para ela, estava bem distante do que podia imaginar. Trabalha na Convenção Batista Cearense, no departamento de missóes.

Evangelizabrasil – Como surgiu seu interesse por aprender libras?

Sâmia – Uma noite após um culto, em minha igreja de coração, em Manaus (IB Constantinópolis), um irmão convidou a todos para fazerem parte de um grupo de obreiros que trabalhavam com surdos. Muitos procuraram o irmão para participar, mas depois desisitiram. Restaram apenas 10 pessoas para fazer o curso, porém, somente eu e mais duas amigas persistimos nos estudos.

Evangelizabrasil – Quais as dificuldades que você enfrentou para implantar este ministério em sua igreja?

Sâmia – O início de nossas atividades não foi fácil, pois não tínhamos surdos em nossa igreja e muitos não tinham o convívio com a comunidade surda. Meses e meses buscando em sites, informações sobre a Língua de Sinais, igrejas que já tivéssem este ministério, visitas a locais onde eles se encontravam, afim deconhecermos surdos, porém parecia mais difícil do que imaginávamos. Mas algo começou a se tornar mais claro. Depois de estudarmos bastante, começamos o ministério de surdos em nossa igreja, mas não tínhamos surdos e sempre aprendemos que não deveríamos pescar no aquário do vizinho. Por isso, os surdos de outras igrejas nos visitavam, mas acabavam não permanecendo, pois já tinham suas igrejas.

Começamos então a fazer as interpretações nos primeiros bancos, sem nenhum surdo presente. Uma fazia a mensagem, outra os louvores enquanto as outras observavam tudo e anotavam os erros e as dúvidas para depois podermos conversar com nosso professor. Durante meses foi assim… às vezes irmãos na igreja nos perguntavam porque fazíamos aquilo tudo. A minha resposta era uma só: “Quero que todos saibam que em nossa igreja tem um grupo capaz, preparado para receber os surdos que nos visitarem”. E assim foi, durante quatro anos não tivemos surdos em nossa igreja. Tínhamos irmãos dispostos a trabalhar, mas além do grande desejo em ter surdos em nossa igreja, sabíamos também da necessidade de se ter um nome, uma marca para sermos reconhecidos pelos surdos. Depois de muitas sugestões e mudanças, escolhemos “Mãos que falam”.

Neste período o grupo cresceu e se fortaleceu e um dia depois de fazermos um evangelismo em um shopping, recebemos nosso primeiro surdo, o Valério. Tivemos então que nos adaptar e montar outros grupos de trabalho, porque ele precisaria de um intérprete na sala de jovens da EBD, ter sempre alguém com ele nas atividades da igreja. O Valério se preparou, se batizou, trouxe sua família para a igreja e com ele veio Diane, uma outra amiga surda, que trouxe sua família e por aí o grupo foi aumentando.

Evangelizabrasil – Que passos devo tomar para implantar um ministério de surdos em minha igreja?

Sâmia – Deve se tomar as seguintes ações:

1- Saber quem são as pessoas interessadas e convidá-las para uma reunião. Cadastrar estas pessoas para que você tenha os dados e os contatos delas.

2- Apresentar a proposta para a igreja e o pastor. Fale com ele sobre o desejo de montar este ministério na igreja e apresente a lista de interessados.

3- Fazer um curso de libras. Se o número de interessados for grande, quem sabe você possa conseguir alguém para dar aula de libras em sua igreja.

4- Preparar um material de divulgação.

5- Incluir libras nas atividades da igreja. Durante o louvor, cantatas, nas coreografias, programações especiais, etc… isto vai ajudar você apraticar libras e pode despertar o interesse de outros.

6- Procurar associações, escolas, igrejas que trabalhem com surdos perto de sua igreja.

Quem quiser saber mais informações sobre o curso de Implantação de Ministério de Surdos em igrejas, envie um e-mail para samia_oliveiracastro@hotmail.com ou samiamissoes_batistasnoceara@yahoo.com.br ou pelos telefones da CBC (85) 4008-2329 / 4008-2371.

Comentários (8)

Comentário por Eliaide florencio — 10/03/2009 @ 17:17
Adorei a entrevista.
DEUS continui a abençoa-la cada dia mias, nesse ministério tão especial!
Um grande abraço!

Comentário por Walter — 10/03/2009 @ 17:21
Parabéns, pela sua entrevista que todos aí no Ceará possam conhecer esse lindo mininstério.
Deus a abençoe.

Comentário por Quezia — 11/03/2009 @ 19:17
Parabéns miga que Jesus continui abençoando esse ministerio maravilho que nasceu no coração de Deus.

Comentário por jenny lacerda — 17/03/2009 @ 19:40
Fico muito feliz de te ver tao empenhada a continuar divulgando esse ministério tao especial para nós.deus te abencoe muito.

Comentário por Vera Maldonado — 04/04/2009 @ 10:57
Samia, parabéns pela sua persistência e pelo carinho com nossos irmãos do silêncio, (ainda que não evangélicos, pois somos Filhos do mesmo PAI). Assim como você eu também tive esse interesse, mas não só pelos deficientes auditivos, como também pelos deficiente visuais, e comecei a aprender braile, pois é necessário. Porque podemos encontrar algum irmãozinho cego-surdo-mudo, não é mesmo, e assim precisa-se estudar a linguagem libras tátil.
Assim como você também sou Pedagoga, e 4ªnista de Psicologia, e pretendo fazer Pós em Educ. Especial e em Libras. Sou de São Paulo/SP

Que Deus continue agindo em sua vida, para levar a PALAVRA para aqueles que a sociedade finge não existirem.

Sem mais, A Paz do Senhor!

Vera Maldonado

Comentário por KEILA CASTRO — 29/04/2009 @ 17:12
Adorei seu testemunho. Chorei porque no meu coração segue um desejo intenso de trabalhar com pessoas com necessidades auditivas. Oro para que o Senhor continue levantando profetas que falarão de sua palavra não importando qual o método, se com as mãos ou um outro. Que Deus abençõe mais e mais.

Comentário por Francisco Neto — 19/05/2009 @ 12:11
Senhor
T.bem com vc?
Eu tenhor MSN francisco.acn@hotmail.com
Eu quero prazer conhecer de vc…
Sou eu surdo
Sou Batista em Goiânia
Não esquecer bênções Ti …
Amém …

Entrevista dada a AMME EVANGELIZAR

Nenhum comentário:

Postar um comentário